sexta-feira, janeiro 18, 2008

O dia que o mundo não girou.

Pra uns, tudo é muito simples, mas muito monótono. Para outros, tudo é muito complicado, mas muito interessante. Para outros ainda, tudo é muito complicado, e muito monótono. E para mais uns, tudo é muito simples, mas muito interessante.
É uma divisão simples e, ao meu ver, bem acurada. Tentar caracterizar qualquer um desses grupos com qualquer outra coisa seria tornar tais afirmações mais errôneas do que já podem ser. Afinal, pessoas são como são, e só por terem pontos em comum não quer dizer que elas pensem igual sobre certos assuntos.

"O dia que o mundo não girou" é uma teoria que diz que em algum lugar do passado todas as probabilidades mais improváveis foram verdadeiras ao mesmo tempo. O Azarado ganhou na loteria, o Feio casou com a Miss Mundo, a Gostosa ficou sozinha, o Esperto errou tudo, o Burro tudo acertou e o Estranho não disse um "A" fora da linha, sequer pensou.
Obviamente isso tudo causou um paradoxo exponencial que alterou a realidade, e tudo que era improvável foi acontecendo direto. Até que o mundo não girou. E aí fudeu tudo... Alguém teve que tomar uma providência e apagar aquilo da História, tendo que refazer tudo como estava antes. E, é claro, alguns erros escaparam e algumas medidas de segurança foram tomadas.
Em outras palavras, as coisas improváveis se tornaram mais improváveis ainda, enquanto outras menos importantes sairam vagando por aí feito loucas, acontecendo direto. Eu acho uma boa teoria, explicaria muita coisa na minha vida xDDD

Também explicaria a divisão proposta no começo. Monótono e interessante. Simples e complicados. Muitas improbabilidades, poucas improbabilidades. Seremos todos guiados por este erro passado?

Então, faz algum sentido?

Um comentário:

Neuronauta disse...

A teoria então presume uma divisão clara do que é "extremamnte provável" e o que é "extremamente improvável" colocando, talvez, isso em opóstos? Talvez no "inicio" quando o universo era uma singularidade não existisse tal divisão. Então tudo acontecia ao mesmo tempo: O ovo e a galinha vinham ao mesmo tempo. Então o que será, ou quem será, que criou essa divisão que só me faz "não ganhar na loteria".