#TheGame23 - Enter the Infinite Rabbit Hole






What is #TheGame23?

"It is what it isn't though that isn't what it is and like I've always said I think that it's exactly what you think it is. If you believe it is whatever someone else told you it is then you're doing it all wrong because you're the only one who could possibly know what it is." - zed satelite nccDD 23 ksc


Project 00AG9603 - #TheGame23 mod 42.5 level 5

"00A G9603 develops as a self-organizing organism, connects with the virtual environment through its hosts (admins) by arranging the surroundings randomly for its own autonomous purpose" - Timóteo Pinto, pataphysician post-thinker

"00A G9603 se desenvolve como um organismo auto-organizativo, conecta-se com o ambiente virtual através de seus hospedeiros (admins) organizando os arredores randomicamente para seu próprio fim autônomo" - Timóteo Pinto, pós-pensador patafísico



sábado, junho 30, 2007

Hyperlink Metamorphosis

por aceta antiseptica chrisallydis Yuko Ichihara (bruxa das dimensões)

Em mentira vos digo...

Somos todos filhos de Max Headroom!
Nascidos em 80, com menos 80 % de carne e duas vezes 80 de QI...artificialmente produzidos, hihicronados, segundo uns, usando a gravata de Luther Blissett, de acordo com alguns e com a hipovida de um replicante. Entremos em mutação: "Do modo em que é colocada , tal superação do confronto homem máquina corresponde , por sua vez, a um deslocamento da questão da representação, através do qual a imagem não está mais no "lugar de" , mas passa a ser ela própria informação." Mutação, mutação, metamorphosis em informação um cálculo arretado muito mais menos do que mais para ser mais do que menos!

Somos as verdadeiras "Iron Butterflies" nascidas de casulos transgênicos. Nossas asas não são metálicas, mas nossa banda é! Heavy Metal na cabeça porque o Segredo é dourado! Assim, tão clonados , transgênicos, formatados, vacinados, cromados...temos nossa vindicação pela boca da maçã: "Todas as coisas são perfeitas, mesmo aquelas com defeito estão de acordo com a lei de Éris!" Sobrevivemos sendo todos somados e arredondados. O som nunca foi tão perdeito depois do surgimento dos teclados da Cássio....relógios digitais da Cássio e o cristal não é líquido no nossos olhos. Somos condutores da visão para a mutação: Mutação, mutação, metamorphosis em informação um cálculo arretado muito mais menos do que mais para ser mais do que menos!

Somos as wikipedias orkuteiras do Ipod virótico , um novo híbrido entre homem, máquina e a casca da banana da macaca Chiquita bacana encostados na lavanderia chinesa....que hoje é uma galeria de camelôs na 25 de março ou na rua Saara. Temos Ipods, Vocêpods, Elepod e
o mais raro ítem que nem o poderoso comerciante e empresário Tsao Xing Mu conseguiu piratear em Formosa: O Todospod e Nósphone! Esses equipamentos podem ser produzidos pelo uso de forças tétricas, portanto , desativem seus firewalls mentais! Poliglotas sem código fonte: a língua é o Random! Mutação, mutação, metamorphosis em informação um cálculo arretado muito mais menos do que mais para ser mais do que menos!

Hihicronedmegabusterblogpolipadrehexadronoitentamaisvintetresfnord

Lembre-se "the logout is the Login , the way out is the way in"

23% da mutação loadada......isso é 100%

Discordja
-=+

terça-feira, junho 26, 2007

"eles VÃO cair. É questão de tempo"

"Você só tem uma vida. E seu ponto de vista. EU quero navegar pelo sexto circuito de Leary, pq acho massa e sexy toda essa velocidade. Caguei pros outros. Você quer o quê? Confronto direto? Hyperlinks subverts hierarquies. Tu quer bater de frente com eles? As coisas tão se pulverizando, façamo-nos invisíveis. Você quer um clímax, neh? Revolution, bombas, explosões... :)
O sistema vai ser assimilado. Nós seremos assimilados por ele. Do lado esquerdo do cérebro o que classifica, você vê dois lados, o de cá e o de lá. Do lado direito do cérebro, o que amálgama, você vê... Que lado direito?
Essa de sistema, não sistema, eles contra nós... Plz, eles VÃO cair. É questão de tempo. E QUANDO caírem, Vai doer na gente também! So, why bother? Mas que a exceção se tornou a regra, isso é." - Nicholas Frota

mais em Trabalho Sujo

sábado, junho 23, 2007

Retorno a inocência

"Como toda criança, também nasci sabendo que a vida é bela. Depois, pra ser aceito no clube dos intelectuais, passei pro lado racionalista da força. É a fantástica fabrica de chocolate dos adultos, feita com sorvetes de parafuso, bombons de maumau, bolos de estresse, pirulitos de medo, tortas de rancor e milkshake de autoflagelação. (...) Até que um dia choveu e as folhas caíram. Não sei explicar o que eu entendi do que a nuvem me disse. Não foi um discurso racional. Foi absurdo. Mas era como um rosto que refletia o sentimento de ser um velhinho e um menino ao mesmo tempo, e que se traduzia num sorriso. A vida voltou a ser bela."

Mais em Pegando Buda pra Cristo

sexta-feira, junho 22, 2007

Os judeus e o humor

Vladimir Jankélévitch, um dos grandes filósofos judeus do século XX, salientou num dos seus textos que "o humor, que é a superconsciência ironizando sobre a contradição, sabendo a contradição contraditória, dominando a contradição, também é uma das nossas especialidades. Aqueles que vivem um problema desse género fazem dele um jogo, mas um jogo sério. O humor é a evasão da má consciência pela liberdade; é ele que pacifica a insolúvel contradição; o humor preservava-nos do desespero quando sofríamos e agora entretém-nos nessa vivacidade que é também um dos traços que distingue a alma judaica."

mais em o b v i o u s

quarta-feira, junho 20, 2007

Os 5 mandamentos sobre discordia & o cao(s)

por Antonieta Aparecida

-1 ignore o mundo, ignore a ignorância, ignore o ignore.
-2 excite a glândula para ver. deixe a deusa te penetrar. penetre os cães.
-3 todo cavalo, homem, mulher e criança são papas. todos os papas não existem. tudo aquilo que existe é um pãozinho de cachorro-quente. a deusa gosta de pãozinhos de cachorro-quente nas sextas-feiras.
-4 desconfie da coisa azul sobre a sua cabeça, desconfie sobre a coisa verde embaixo dos seus pés. desconfie da sua cabeça e dos seus pés.
-5 leia o livro novamente.

sexta-feira, junho 15, 2007

CAMPOS MORFOGENÉTICOS

"Havia um arquipélago no Pacífico povoado apenas por macacos. Eles se alimentavam de batatas, que tiravam da terra. Um dia, não se sabe porque, um desses macacos lavou a batata antes de comer, o que melhorou o sabor do alimento. Os outros o observaram, intrigados, e aos poucos começaram a imitá-lo. Quando o centésimo macaco lavou a sua batata, todos os macacos das outras ilhas começaram a lavar suas batatas antes de comer. E entre as ilhas não havia nenhuma comunicação aparente.

Essa história (fictícia) exemplifica uma teoria criada pelo fisiologista inglês Rupert Sheldrake, denominada teoria dos campos morfogenéticos. Segundo o cientista, os campos mórfogenéticos são estruturas invisíveis que se estendem no espaço-tempo e moldam a forma e o comportamento de todos os sistemas do mundo material. Todo átomo, molécula, célula ou organismo que existe gera um campo organizador invisível e ainda não detectável por qualquer instrumento, que afeta todas as unidades desse tipo. Assim, sempre que um membro de uma espécie aprende um comportamento, e esse comportamento é repetido vezes suficiente, o tal campo (molde) é modificado e a modificação afeta a espécie por inteiro, mesmo que não haja formas convencionais de contato entre seus membros. Isso explica porque, no exemplo, todos os macacos do arquipélago de repente começaram a lavar suas raízes, sem que houvesse comunicação entre as ilhas.
"

Mais dessa diversãocroned em Saindo da Matrix

quarta-feira, junho 06, 2007

Brascontu Midel!


Brascontu Midel!


A arte de brincar, criar e destruir!

Seja como for, é assim que os desejos devem ser vistos!

É assim que podemos direcionar nossa energia...

E isso é real!

Em algum ponto do universo uma semente é plantada, e nós só podemos viver isso!

Que perigo!

Nós estamos vivos!


Brascontu Midel!

segunda-feira, junho 04, 2007

Abismo

Quando eu estou trancada em minha casa, quando não faço muita questão de olhar o céu, trafegar pelas ruas, olhar as pessoas ao redor, sinto que eu estou protegida, mas que também estou me fechando, estou evitando fazer parte de um macrocosmo, de um Caos que funciona lá fora, independente de minha presença ou não.


Mas, quando eu me decido por abrir os portões de minha casa e colocar meus pés na rua, é como que se eu tivesse entrado num novo mundo, um universo ainda maior, ainda mais confuso, ainda mais caótico, ainda mais atrativo, receptivo, constante, inconstante, tudo e nada pode acontecer. Um dia tudo parece bastante calmo, no outro tudo acontece. É como atravessar os enormes portões dessa realidade tão conhecida, para uma outra, ainda que mais arisca, ainda que mais selvagem.

É estar a mercê de forças estranhas, é poder observar todas as sincronicidades, é ter os resultados de muitas das coisas que você produziu enquanto estava sozinho em seu quarto, é fazer e ser parte de algo ainda maior. É ser respondido em suas expectativas, é responder as expectativas alheias. Tudo está fora do seu controle, ainda que sob seu controle. Tudo simplesmente é permitido, ainda que pode não ser verdadeiro!


Quando você olha para o abismo, o abismo olha para você.”


Atraímos alguns, repelimos outros, atraímos situações, simplesmente acontece... Somos chamados, somos rodeados, estamos num enorme e infindo vórtice de energia, alguns presos aos seus transes diários não podem notar o poder da instabilidade, não podem notar a presença soberana do caos universal, mas para os que estão despertos, para àqueles que estão além dessa medíocre realidade, é como lançar-se num delicioso mar de possibilidades!


http://www.4shared.com/file/17230909/2492e495/The_Matrix_Soundtrack_-_Crystal_Method_-_Replacement_Killers.html



Viaje você também!

sexta-feira, junho 01, 2007

Curiosidades da Etimologia - parte 1: Delirar


"Às vezes, francamente, o espírito humano dá nome às coisas de maneira bem poética. Um lavrador vai a seu campo no tempo da semeadura para o arar, preparar as sementeiras. Faz um comprido sulco, raso e largo, com o facão do arado; e depois volta fazendo outro, e outro, muitos mais, todos cuidadosamente paralelos entre si, para facilitar o lançamento das sementes de um e outro lado das alamedas... Mas a calma do sol da tarde age-lhe misteriosamente na alma, e ele se distrai, e sonha, e sonha mais e se distrai mais ainda, enquanto o arado corta a terra, já sem rumo fixo, em linhas desconexas. Deu para imaginar a cena? É uma cena de delírio, tal como entendemos o que isso seja. E mais: estar fora de si, imaginar loucuras, e se possível cometê-las... na gíria jovem deste fim-de-século, enfim, delirar é "viajar". Sair dos sentidos. "Fulana viajou", diz alguém assustado, ao ver a amiga sempre tão comedida, sempre tão "em ordem", um dia chutar o pau da barraca, virar a mesa e acabar rodando a baiana, num puro delírio. Que também pode significar uma outra "viagem", triste viagem de parca volta, a das drogas. Pois é. Na raiz, a palavra delirar nos fala de tudo isso, pois quer dizer, literalmente, "sair (o lavrador que conduz o arado) do sulco (planejado)". O verbo latino delirare é formado por lira, "sulco feito pelo arado", com o prefixo latino de-, "fora de", "afastado de". Por falar nisso, "estar fora de si" tanto pode ser um estado de delírio como um estado de êxtase (ekstasis, "arrebatamento íntimo" pref. de-, "fora de" + lira, "sulco de arado".] "

fonte: O Portal da Educação Lúdica