sábado, junho 23, 2007

Retorno a inocência

"Como toda criança, também nasci sabendo que a vida é bela. Depois, pra ser aceito no clube dos intelectuais, passei pro lado racionalista da força. É a fantástica fabrica de chocolate dos adultos, feita com sorvetes de parafuso, bombons de maumau, bolos de estresse, pirulitos de medo, tortas de rancor e milkshake de autoflagelação. (...) Até que um dia choveu e as folhas caíram. Não sei explicar o que eu entendi do que a nuvem me disse. Não foi um discurso racional. Foi absurdo. Mas era como um rosto que refletia o sentimento de ser um velhinho e um menino ao mesmo tempo, e que se traduzia num sorriso. A vida voltou a ser bela."

Mais em Pegando Buda pra Cristo

Nenhum comentário: